Respostas à Comunidade

O Centro de Recursos Comunitário (CRC) surge em maio de 2013 como Resposta de Apoio à Comunidade, integrando os serviços de Cantina Social e Loja Social numa estrutura única, numa ótica de sustentabilidade e otimização de recursos de apoio à comunidade e de possibilidade de enquadramento de unidades de projeto de intervenção social e/ou comunitária. Esta resposta tem como principal objetivo o desenvolvimento social do município e o combate à exclusão social, através de serviços essenciais, inovadores, de valor acrescentado e de uma intervenção articulada e de proximidade com os seus clientes e parceiros, reforçando todo o trabalho que a Santa Casa da Misericórdia tem realizado junto da comunidade, ao longo dos anos. Conta com uma Direção Técnica e com Equipas nos serviços e projetos existentes. Tem um horário geral de funcionamento ao público de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 16h00.

A Cantina Social iniciou em setembro de 2012 e constitui-se como uma resposta de intervenção no âmbito do Programa de Emergência Social. Tem como objetivo suprir as necessidades alimentares dos indivíduos e famílias em situação de carência alimentar e sem capacidade de assegurar a confeção das refeições. Este serviço tem um Protocolo de Cooperação com o Instituto da Segurança Social, IP e Protocolos de parceria com outras entidades locais. O seu horário de funcionamento ao público é de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 13h00, servindo refeições para os 7 dias da semana, durante todo o ano.

Em novembro de 2017, no âmbito do Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (PO APMC), o CRC iniciou as suas funções de Pólo Coordenador do território de Caldas da Rainha e Óbidos, constituindo-se Mediador no concelho das Caldas da Rainha do FEAC. Em dezembro de 2019 iniciou a 2ª fase do Programa, mantendo-se até janeiro de 2023 com as mesmas funções. Esta medida é concretizada através da entrega mensal de géneros alimentares e o desenvolvimento de ações de acompanhamento, que permitem capacitar as famílias e ou as pessoas mais carenciadas na seleção dos géneros alimentares e ou bens de primeira necessidade, na prevenção do desperdício e na otimização da gestão do orçamento familiar, nomeadamente através de sessões de esclarecimento e/ou de sensibilização e informação. A entrega é realizada mensalmente, em dias e horários previamente agendados.

Em janeiro de 2015, o CRC iniciou a prestação do serviço de Distribuição mensal de Géneros Alimentares às famílias carenciadas residentes na freguesia de Nossa Sra. Pópulo, no âmbito do acordo de cooperação com o Banco Alimentar do Oeste. A entrega é realizada mensalmente, em dias e horários previamente agendados.

A Loja Social surge em 2010, no contexto dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS’s), tendo o CRC assegurado a sua continuidade. Tem como objetivo suprir as necessidades imediatas de famílias carenciadas, através da entrega de bens novos ou usados. Em julho de 2019, a Loja Social é integrada no Espaço Dar e Receber, através da assinatura do Protocolo de Parceria entre a Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha, a Câmara Municipal das Caldas da Rainha, a Entrajuda e as Uniões de Freguesia. O seu horário de funcionamento ao público é de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 16h00, com agendamento prévio.

A janeiro de 2015 iniciámos o projeto-piloto Rede Local de Intervenção Social – Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (RLIS/SAS), que teve a sua continuidade através do Projeto RLIS SAAS, até maio de 2019. Em setembro de 2019 foi assinado o Acordo de Cooperação Atípico para o Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social – SAAS, entre a Santa Casa e o Instituto da Segurança Social, I.P.. Este serviço assegura o atendimento e acompanhamento social a pessoas e famílias residentes no concelho das Caldas da Rainha, consistindo numa resposta técnica qualificada, de primeira linha, personalizada, célere e eficaz às situações de crise social e/ou de emergência social, promovendo condições de acesso a direitos, serviços e equipamentos sociais e outros e prospetando as capacidades e vulnerabilidades pessoais e familiares e as dinâmicas e recursos do território. O seu horário de funcionamento ao público é de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 16h00.

Numa perspetiva de continuidade aos anteriores Contratos Locais de Desenvolvimento Social, CLDS (2009-2012); CLDS+ (2013-2015) e CLDS 3G (2015-2018) em agosto de 2019 foi concretizada candidatura ao Contratos Locais de Desenvolvimento Social 4ª Geração (CLDS 4G), resultado do convite pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha para a Santa Casa voltar a assumir a responsabilidade de Entidade Coordenadora Local de Parceria, em sequência do Aviso Convite do PO ISE. O CLDS 4G iniciou a sua execução em abril de 2020, com uma duração prevista de 36 meses, constitui-se como instrumento de combate à exclusão social com objetivos centrados na promoção da inclusão social das pessoas em situação de maior fragilidade social, de potenciação do desenvolvimento social do território, mas também como resposta a contextos de emergência social, mobilizando a ação integrada de diferentes agentes e recursos da rede.

O CLDS 4G das Caldas da Rainha atuará através de 12 atividades organizadas nos seus 3 eixos de intervenção:

Eixo 1 | Promoção do Emprego, Formação e Qualificação:

  • Apoio à elaboração de CV e/ou carta de apresentação
  • Emprego
  • Empreendedorismo;
  • Qualificação
  • Empresas;
  • Apoio à integração profissional de jovens
  • Empreendedorismo Jovem;

Eixo 2 | Intervenção Familiar e Parental:

  • Desenvolvimento de competências nas famílias
  • Intervenção Psicossocial

Eixo 3 | Promoção do Envelhecimento Ativo e Apoio à População Sénior

  • Promoção do Envelhecimento ativo;
  • Prevenção de situações de solidão e isolamentos nos idosos

O horário de funcionamento ao público do projeto CLDS 4G é de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 13h30 e das 14h30 às 16h00.